quinta-feira, 23 de junho de 2016

Deuses de panteões do universo dourado: panteão finlandês, Iku-Turso, deus finlandês da guerra

Iku-Turso, “o eterno Turso”, é o deus finlandês da guerra. Nunca ficou claro se era um monstro ou um deus, mas em um texto de uma lista chama Tavastian, ele é creditado com o titulo de deidade. Iku-Turso (ou Tursas) não possui forma humanóide, ele tem uma forma colossal, de um animal coberto de pelos grossos como dreads, grandiosos chifres, dentes afiados, cauda longa e olhos brilhantes. Ele é conhecido como o deus da guerra, portanto ele possui uma posição importante. A ele são creditados muitos poderes, como sendo o “pai das doenças”. Em uma antiga história ele é mencionado:

"Do oceano subiu um gigante, a partir da bolota, rapidamente brotando,
Poderoso Tursas, alto e forte, cresce o carvalho-árvore, alto e imponente,
Pressionado compactamente todas as gramíneas, A partir do solo enriquecido pelas cinzas,
Que as moças tinham sido raking, recentemente passou por água-donzelas;
Quando um incêndio dentro deles Kindles, Espalhe muitos ramos do carvalho,
E as chamas subiram ao céu, Rondas si uma ampla corona,
Até que as leiras reduzida a cinzas, o eleva acima das nuvens de tempestade;
Apenas cinzas agora permanecendo longe ele estende seus ramos,
Das gramíneas raked juntos. Pára os brancos-nuvens em seus cursos,
Nas cinzas das leiras, com seus ramos esconde a luz do sol,
Tender deixa os lugares gigantes, com suas muitas folhas, os raios de luar,
Nas folhas ele planta uma semente, e à luz das estrelas morre no céu.
Wainamoinen, valente e poderoso, Perguntado pela segunda vez o monstro, Para as pessoas de Wainola,
Apreende rápida a água-monstro, urgentemente perguntou pela terceira vez: Nunca enquanto os reflexos de luar
Levanta-o pelas orelhas e perguntas: "Iku-Turso, filho de velhice, Nas colinas de Kalevala!"
"Iku-Turso, filho de velhice, por que a arte que aumenta das águas,
Por que a arte levanta-se do azul-mar? Portanto tu sair do-mar azul? Em seguida, o cantor, Wainamoinen,
Por isso que tu deixes o teu castelo, Iku-Turso deu esta resposta: Libertado o monstro, Iku-Turso,
Mostra-te aos poderosos heróis, Por causa disto me deixou meu castelo mandou para os seus fundos marinhos, castelos,
Para os heróis da Wainola "Debaixo das ondas rolando:? Dizia estas palavras para ele sair:
Vim aqui com a intenção "Iku-Turso, filho de velhice,
Iku-Turso, filho de velhice, para destruir a Kalew-heróis, Nevermore surgir a partir do oceano,
Oceano monstro, manifesta-se e voltar a magia Sampo Nevermore deixe Northland-heróis
Nem prazer, nem desagrado, Para as pessoas de Pohyola. Ver o teu rosto sobre as águas I
Não foi, no mínimo atemorizados, Se queres restaurar a minha liberdade, Nevermore tem Iku-Turso
Não dar a resposta herói. Poupar minha vida, da dor e do sofrimento, ressuscitado para o nível do oceano;
Vou rápida refazer minha jornada, Nunca, desde têm marinheiros Northland

Após o que o antigo menestrel, Nevermore para mostrar o meu rosto Visto a cabeça deste monstro marinho."

Iku-Turso então decidiu quê, se Vainamoinem estava na aliança dourada com o intuito de despertar os outros deuses da Finlândia, ele decidiu se unir a eles. No entanto, ele prefere viver em regiões pantanosas, escuras, fechadas e sombrias. Quando ele é convocado, vem através do mar e viaja por quilômetros até o centro do oceano, onde pode usar o portal dos deuses e ir até a Cúpula Dourada. Ele não tem forma humanóide, então, ele apenas diminui seu tamanho natural para poder andar entre os outros deuses.
O deus da guerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário