quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Manticore, a besta metade leão, metade dragão e metade escorpião


O Manticore
 O Manticore(ou Manticora, fica à seu critério), é uma fera originária da cultura persa, porém foi agregado na cultura grega. Sua descrição varia entre um leão com pelo ruivo, cabeça de homem com dentes de tubarão, uma cauda de escorpião capaz de atirar cerdas e espinhos venenosos, e as vezes com asas de morcego ou dragão. Durante as guerras entre a Aliança Dourada e os Mestres do Abismo, o Manticore foi escolhido para sequestrar muitos humanos, para os experimentos profanos dos subordinados científicos do "mago ruivo". Logo que os deuses dourados ficaram sabendo do ocorrido, escolheram Atena para enfrentar o monstro. Mas ela se prontificou de aceitar a proposta de gerar um filho se o herói escolhido a ajuda-se, mas nenhum herói foi corajoso o suficiente.

Logo durante a luta, numa região desértica e árida, Atena foi recebida com inúmeras saraivadas de espinhos venenosos, e seu escudo ficou crivado de espinhos corroendo o bronze e o ouro e a prata do escudo. Ela lutou com coragem, mas infelizmente, foi atingida por um dos espinhos e começou a ser derrotada. Mas alguém inesperado apareceu: Oberon, o rei das fadas, e ele lutou contra o Manticore até esgotar seu veneno e seus espinhos por completo, e ai, o nocauteou. Após essa luta, Oberon curou Atena com seus poderes e os dois fizeram um acordo de gerar um filho ou filha, e assim sendo, o fizeram depois que ela se recuperou do cansaço e dos ferimentos.
A interferência do Rei
A luta desleal

Nenhum comentário:

Postar um comentário